top of page
  • mchiera1

Quando operar do refluxo?

A doença do refluxo é uma das principais queixas que os pacientes tem aqui no consultório. Desde os sintomas mais típicos, como sensação de ácido voltando na boca, queimação da boca do estômago até a garganta, pigarro, tosse seca, sensação de bolo na garganta...


Na maioria das vezes, com melhora dos hábitos alimentares, uma boa mastigação, perda de peso e uso temporário de medicações, os sintomas ficam controlados ou somem, o que é muito bom e significa que essas pessoas provavelmente não precisam de cirurgia.


Porém em alguns casos é muito difícil ficar sem medicação pois os sintomas voltam e causam muito desconforto, ou então já existem consequências mais importantes desse refluxo, como a doença de Barrett, e nestes casos vale a pena realizar a cirurgia para a doença do refluxo esofágico.


Em muitos casos nem sou eu que indico a cirurgia, é o próprio paciente que chega no meu consultório dizendo que não aguenta mais ficar tomando omeprazole, pantoprazol, etc...

Ou me conta que tentou parar várias vezes e nunca conseguiu ficar sem as medicações, e por isso prefere realizar a cirurgia.


Uma fez feita a decisão, conversamos sobre o procedimento, riscos e benefícios, preparo para cirurgia e fazemos os exames de pré-operatório. Nem todo mundo precisa da cirurgia, mas o resultado esperado é acordar da cirurgia sem refluxo e não precisar mais das medicações.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Atualmente a cirurgia bariátrica e metabólica é realizada por videolaparoscopia, com 5 ou 6 pequenos cortes. Através dessas pequenas incisões, que variam de 5 a 12mm, a cirurgia é feita com o uso de u

bottom of page